terça-feira, 9 de abril de 2013

O gosto amargo do açúcar

Bom dia amig@s,
Continuo na minha vida low carb firme e forte. Como já disse antes, não estou testando novas receitas, pois quero ficar no basicão mesmo. Mas estou sempre lendo e pesquisando. Por isso vim aqui hoje dividir algumas coisas com vocês. 
Depois de ler o livro "Sugar Blues" estou me sentindo enganada pela nossa sociedade, e mais... quero "meu dinheiro" de volta!!! Tudo bem, que uma vez ou outra escutamos que não faz bem comer MUITO açúcar, mas ninguém me falou que açúcar é um veneno e que deveria ter evitado em 100%. Alguém já falou isso pra você? Alguém já te explicou porque o açúcar faz mal? Basicamente é assim: todos os processos metabólicos requerem algum tipo de enzima do nosso corpo (as enzimas são substâncias orgânicas que trabalham dentro e fora das celulas e atuam nas reações químicas). Quando a gente come, precisa de enzimas para ajudar, acelerando o metabolismo daquela substância. Já ouviram falar que não adianta tomar cálcio se não tomar junto a vitamina D? Pois é, comer muito queijo não adianta de nada se você não ingerir vitamina D, por isso os suplementos já trazem a vitamina junto, para ajudar na absorção do cálcio. Usei este exemplo para falar que acontece alguma coisa parecida com o açúcar. Quando ingerimos carboidrato refinado (açúcar refinado, farinha branca, arroz branco, macarrão, cereais industrializados), necessitamos de uma grande quantidade de minerais como sódio, potássio, magnésio e calcio nos processos químicos de metabolização. Ácidos neutros são produzidos para tentar estabilizar o fator ácido-alcalino do sangue (nem vou falar do fator acido desencadeado pelo açúcar e o câncer). Também precisamos de enzimas que contém tiamina e outras vitaminas B1. Só para esclarecer, a tiamina é o nome químico da Vitamina B1. Ai você pode me dizer, tudo bem Jully, é só eu tomar mais vitamina B1. E eu te pergunto...  cada vez que você come açúcar, você toma vitamina B1? Imagine você de manhã na padaria, pede um café e coloca uma colher de açúcar. Aí você pára e tira da bolsa uma pílula de B1 para pode suprir a metabolização do açúcar no teu organismo. Ninguém faz isso. Nós comemos o açúcar e foda-se nosso corpo para dar conta de metabolizar (desculpem o palavão, mas é isso que fazemos). 


Bem, vamos continuar aplicando a lógica... Nós ingerimos açúcar, que para ser metabolizado  precisa das nossas tiaminas. As funções da tiamina no organismo são: atuar no bom funcionamento do sistema nervoso, dos músculos e do coração. Quando falta tiamina podemos ter: insônia, nervosismo, irritação, fadiga, depressão, perda de apetite e energia, dores no abdômen e no peito, sensação de agulhadas e queimação nos pés, perda do tato e da memória, problemas de concentração e lesão cerebral. Além de poder desenvolver  diferentes quadros clínicos, incluindo a Síndrome de Wernicke-Korsakoff e o beribéri. Seguindo meu raciocínio lógico, quanto mais açúcar ingerirmos, menos tiamina teremos disponível e mais teremos insônia, irritação, fadiga, dores, etc.

As vitaminas do complexo B são também  produzidas por bactérias simbióticas que vivem nos intestinos. O consumo diário de açúcar refinado faz com que estas bactérias definhem e morram, e nosso estoque de vitaminas B torna-se muito baixo. 


Jully, e os carboidratos naturais, não precisam da Tiamina para serem metabolizados? Sim, precisam, mas, os carboidratos naturais fornecem suas próprias vitaminas B1, enquanto os carboidratos refinados, não! Se você comer avelã, amendoim, laranja ou limão, eles vão usar sua própria tiamina para catabolizar o metabolismo do próprio carboidrato. 
Jully, então eu não posso comer beterraba ou chupar cana de açúcar? Pode, porque o problema está no refino. Para chegar naquele pozinho branco, você sabia que foi removido dele 90% do produto original? Junto com todas as vitaminas e minerais que contem na cana ou na beterraba. Claro que quem faz uma dieta com baixos carboidratos não vai chupar cana, né? Mas isso serve para ilustrar o que eu quero falar.
Muitas pesquisas já foram feitas para comprovar essa relação patologia/açúcar e todas elas encontram íntima ligação.  Várias populações passaram a ter determinadas doenças após a introdução do açúcar refinado na alimentação. Nós mesmos podemos ter dor de cabeça, cólicas fraqueza muscular sem nem saber que a retirada do açúcar pode nos "CURAR". Eu sempre tive MUITAS alergias e MUITAS gripes. A vida toda tomei vários remédios. Antes de iniciar a dieta, sentia uma fraqueza que não tinha tamanho. Levantar da cama era um sacrifício!! Desde quando tirei o açúcar da minha vida, nunca mais fiquei doente. Apenas uma vez contraí uma gripe (virose), mas melhorei antes que todo mundo e após três dias não sentia mais nada. A partir disso (e muito mais informações encontradas no livro), posso afirmar com toda segurança:

BIOLOGICAMENTE, O SER HUMANO NÃO PRECISA DE AÇÚCAR PARA VIVER!!


Gostaria ainda de comentar uma frase que teve grande impacto sobre mim: "O açúcar é pior do que NADA". Eu fiquei pensando - como uma coisa pode ser pior do que nada? Resumidamente eu vou explicar: Observaram que náufragos que se alimentaram com açúcar foram encontrados em piores condições que náufragos que não tinham nada para comer!! O que? é isso mesmo!!! É preferível não comer nada do que comer açúcar, porque o açúcar drena e consome  as vitaminas e minerais presentes no corpo. Fazendo com que nossas reservas durem menos tempo. Isso tudo faz muita lógica, só que eu não tinha parado para pensar nisso. E você, já pensou nisso?



Agora vamos para a pergunta que não quer calar: Jully, se o açúcar é um veneno, é um antinutriente, e faz tão mal para a saúde, porque continua a ser vendido?

Simples, porque este setor movimenta cerca de US$ 8,3 bilhões, 1,6% do Produto Interno Bruto Brasileiro. A cana-de-açúcar se transforma em um milhão de empregos diretos, 511 mil apenas na produção de cana-de-açúcar e os demais distribuídos pela agroindústria de açúcar e de álcool. O agronegócio da cana gera 6% dos empregos totais do país. Somente em São Paulo, movimenta US$ 4,9 bilhões. E o açúcar trouxe para o País, em 2001, cerca de US$ 2,27 bilhões, resultado de exportações. Assim, nossa saúde é sacrificada por uma boa causa, a economia!!

Agora, eu te pergunto: isso é justo? 
Eu acredito que não. 
O que podemos fazer?
Não comer mais açúcar, ora!!

Enquanto você não sabia disso tudo, até poderia entender que ingerisse açúcar, mas agora que você sabe, vai continuar se envenenando?


Título: Sugar Blues: o Gosto Amargo do Açúcar Autor: William Dufty Editora: Editora Ground Edição: 7 Ano: 2009 Idioma: Português Especificações: Brochura | 238 páginas
Sinopse do livro:
"Sugar Blues" é um livro audacioso, profético e chocante, elaborado por um escritor e pesquisador que esmiúça séculos de história secreta, folclores esquecidos, sábias tradições dos antigos e conceitos científicos inconsistentes para trazer à tona a verdade sobre a mais dissimulada droga que dissolve os dentes e os ossos de toda uma civilização: a sacarose refinada, comumente chamada açúcar.
Exaustivas pesquisas desenvolvidas nos grandes centros científicos evidenciam consideráveis vínculos entre o açúcar refinado e as mais alarmantes doenças modernas, que vão da depressão ao derrame cerebral. Entretanto, esta substância antinutriente formadora de hábito é consumida, a cada dia, em praticamente todos os produtos utilizados na dieta do homem civilizado, do pão aos cigarros.
Este livro, hoje um clássico, desmarcara o maior inimigo da nossa geração e, ao mesmo tempo, mostra como uma dieta revitalizante sem açúcar pode não apenas mudar, mas também salvar sua vida.



13 comentários:

  1. uauuu!! Eu ja tentei fazer dieta por uma centenas de vezes e sempre fraquejei, mas dessa vez esta dando certo, faz só um mês que estou fazendo uma dieta low carb mas meu desejo é que seja para sempre...quero muito não mais comer açúcar e refrigerante isso já estou decidida ainda nao tenho certeza quanto ao pão, mas por enquanto nada de farinha tbm. qualquer dia se der da uma passada no meu blog e me fala o que acha da minha alimentação eu ia ficar muito feliz!!rsss
    bjsssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dé!
      O low carb é mais do que uma dieta, é um estilo de vida! Para saber mais: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/como-devo-comer-comida-de-verdade.html

      E óh, existem VÁRIAS receitas de pão low carb viu??? Fica tranquila!

      Beijão!

      Excluir
    2. Oi May!!Conheço o blog e a postagem mas acho que ainda nao estou preparada para perfeição....kkkk

      Excluir
    3. Oi Dé, poste seu blog aqui, amiga... beijos. VC vai conseguir!!!

      Excluir
    4. http://deboraqueremagrecer.blogspot.com.br/ OI jully meu blog esse ai...bjss

      Excluir
  2. Nossa, Jully!
    É chocante! Cruel, mesmo!
    E o tanto de açúcar que nossas crianças comem, disfarçados em outros alimentos?
    Aquele vídeo "Muito além do Peso" também mostrou isso muito bem.
    Isso tudo sem falar no poder viciante que esse não-alimento possui.
    Já tinha ouvido muito falar muito sobre esse livro, mas não lido.
    Lerei, ainda mais agora, que já estou "trabalhando" para eliminar isso do meu cardápio.
    Porque as diferenças entre a alimentação com açúcar e a sem, em nosso metabolismo são tão óbvias (em menos de 1 mes na dieta Atkins já me sinto totalmente diferente), que não dá pra gente ficar tentando se enganar mesmo.
    Obrigada pelo valioso esclarecimento.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não perde tempo em agradecer, ne amiga? hehehhehehe. beijos

      Excluir
    2. O tempo todo...
      Quem merece, merece.
      Não há o que fazer!
      Beijos.

      Excluir
  3. Eu li esse livro há alguns anos. Me marcou muito! Não consigo usar açúcar puro, diminui os doces há tempos e agora cortei os carbs no geral. Só algumas frutas e vegetais mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Já li este livro a muitos anos. Iniciei a mudança baseada no livro duas x. A primeira foi durou 2 meses, mas emagreci mais de 1kg nesse curto tempo, só de ter deixado de comer açúcar, refinados, industrializados, etc. Terminei por voltar aos hábitos ruins, e numa segunda tentativa fiquei um ano. Foram menos 28 kg num tempo de 6 meses aproximadamente, depois estabilizou. Meu objetivo realmente era perder peso, mas nessa segunda tentativa eu notei diversas mudanças, como dores que costumava sentir, não sentia mais, crises e reações alérgicas, também não apareciam mais. Uma disposição fora do comum, maior poder de concentração, pele mais saudável, ciclo menstrual certinho, ótimo humor (sou naturalmente mal humorada, esta foi uma mudança muito significativa pra mim), entre outros benefícios. Foi uma excelente fase, pena que por uma idiotice eu achei que poderia voltar a comer aos poucos, pq a tentação era grande. Mas além de engordar tudo de novo e ainda mais 10kg, eu me sinto completamente viciada pelo açúcar. Não consigo mais voltar a fazer esta mudança na minha vida, que gostaria que fosse definitiva desta vez...
    A reação da primeira semana sem açúcar que ele descreve no livro, senti na pele. Parecia que ia morrer, subir pelas paredes tamanha 'abstinência'. Açúcar refinado e afins são uma droga, definitivamente.
    Excelente blog, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por compartilhar sua história. Grande beijo e seja bem vinda!!

      Excluir